Ano novo.

Eu vi uma tira no site http://ryotiras.com/

Ah, fiquei pensando nessas resoluções de ano novo. Eu acho legal e tudo mais [também fiz as minhas], mas não entendo porque fazemos isso se no fundo não queremos cumprir. Dizemos vou emagrecer, vou ser mais legal, vou começar um curso, vou amar mais, vou me desvencilhar disso ou daquilo. E no fim estamos mais gordos, mais chatos, sem aprender nada, sem amar ninguém [a não ser nós mesmos] e estamos presos a todos os nossos preconceitos.

Não entendo. Sinceramente, não entendo. Por que gastamos tempo pensando numa vida melhor se temos “preguiça” de concretizar? Por que temos tanta dificuldade de mudar se sabemos que aquilo é melhor para nós?

Eu não me eximo dessa culpa, porque eu também tenho medo de mudar. Dei uma olhada nas minhas resoluções para 2010 e vi que pouco consegui concretizar. Mas esse ano eu serei uma pessoa melhor. Eu já comecei. Na verdade acredito que só começamos a dar valor ao que é melhor quando a vida nos sacode! A minha já sacodiu bastante. E depois de um “saculejo” você se sente na obrigação de mudar.

Não é nem um pouco fácil, mas eu venho mudando a todo instante. Nos meus posicionamentos, nas minhas compreensões, nas minhas atitudes perante tudo e todos [e principalmente perante a mim]. Eu sei, eu sei…tudo isso é só um desabafo de uma velha que vai morrer um dia, mas o desabafo é sempre bom. Hum…vou colocar isso na minha lista de 2011.

Boas resoluções.

1 Comment

  1. Gostei muito da espontaneidade das suas construções .. Cativante!

    O início de um novo ciclo gera esses conflitos ne´h? Rs Mas espere aí.. Quem estipulou esta exatidão nas paradas, zoodiáco, o continue da vida ? Tipo, Gênesys ? Ou foi o irmão dele ?! ..

    Eu sei, eu sei isso é doidice de um velho que vai morrer um dia, e na lápide dele vão ler assim: Não conte mais comigo, mas preste bastante atenção.VIVA CADA MOMENTO !!!

Deixe uma resposta